Artigos


Voltemos ao Primeiro Amor!

Por Instituto Relacionamento em Santidade | 12 de Março de 2019
Voltemos ao Primeiro Amor!

Apocalipse 2

Igreja de Éfeso

“Conheço a suas obras, o seu trabalho árduo e a sua perseverança.”

 

Deus fala que conhece nossas obras, nosso esforço pelo trabalho árduo, e isso é nítido.

O zelo que temos é tanto que não aceitamos muitas coisas. Geramos paradigmas humanos, a ponto de ter tanto zelo que esquecemos de perdoar, de praticar o amor pelo próximo. Nós temos sim que ter zelo, cuidado e não aceitar as mentiras, não aceitar as falsas doutrinas, não podemos em hipótese alguma nos associar as coisas do mundo. Não devemos aceitar o pecado e nem podemos deixar que o pecado penetre em nosso meio. Mas, esse zelo às vezes nos leva ao esquecimento do primeiro amor. 


“Você tem perseverado e suportado sofrimentos por causa do Meu Nome e não tem desfalecido.” Apocalipse 2:3,4


Temos perseverado suportado o sofrimento e não temos desfalecido. Suportamos muitas coisas e com muito zelo não temos permitido que o modismo mundano nos contamine, não temos deixado se levar por ondas momentâneas, por ventos de doutrinas fraudulentas (Efésios 4:14).

Temos uma igreja bem constituída, temos um prédio admirável por sua excelência predial. Top… E isso não é ruim. É bom!!!

 

“Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu PRIMEIRO AMOR.”


Isso sim é um problema!!!!

Será que por causa da nossa excelência humana, dos paradigmas que criamos em nossos pensamentos com todo esse zelo (que não é ruim zelar), O problema é o excesso de zelo que muitas vezes nos deixa cego a ponto do medo nos engessar.

Eu me torno tão zeloso, tão “eu”.

Que começo a deixar o primeiro amor de lado para zelar. Tomar cuidado.

“ Cara eu preciso tomar cuidado, não posso deixar isso acontecer!” 

Vemos um agir de Deus acontecer ao ponto de termos prosperado no caminho e isso faz com que eu venha começar a criar paradigmas dentro de mim que me faz pensar: “Eu não posso deixar que aconteça algo de errado!”

E isso vai nos afastando do primeiro amor.

E quando Jesus fala para João dizer a igreja de Éfeso: “Sei que você não pode tolerar homens maus…” 

Queremos proteger a “igreja” ao ponto de não tolerar os maus a um ponto que deixamos “O PRIMEIRO AMOR”, e isso é ruim. Pois quando deixamos o primeiro amor, deixamos de ouvir a Deus e começamos a ouvir o velho homem.

 Quando isso acontece faz com que nos tornemos críticos demais, a ponto de não olhar com amor o próximo. A ponto de não enxergar que por detrás de um pecador existe uma pessoa criada por Deus.

 Por isso Jesus disse: “Tenho contra você que deixou o primeiro amor”.

 

“Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras que praticava no princípio.”

 

Se colocar diante de Deus e analisar onde erramos, como éramos no início. Pedir para o Espírito Santo revelar o nosso coração. Voltar a praticar as primeiras obras. Como fazíamos quando não tínhamos títulos, quando não tínhamos um local próprio, bonito. 

Como agíamos quando estávamos num salãozinho qualquer?

Como fazíamos quando não tínhamos um grupo de louvor  “top”?

Voltemos às práticas das primeiras obras, quando fomos impactados pelo amor de Deus. Aquele dia que você foi ao encontro com Ele levado pelo Espírito Santo.

 

“Mas há uma coisa a seu favor: Você odeia a prática dos nicolaítas, como Eu também as odeio.”

 

Quem eram os nicolaítas o que significa nicolaítas?

Eu pesquisei sobre o assunto. E tanto a bíblia quanto historiadores não têm uma definição muito concreta das suas práticas a qual Deus abominava e que a igreja de Éfeso também não aceitava e abominava.

Dá pra se entender que os nicolaítas eram os seguidores de uma heresia que se tinha infiltrado na igreja primitiva. No livro de Apocalipse, Jesus condenou as práticas dos nicolaítas e avisou seu povo a não seguir nos seus erros.
A Bíblia não explica quem eram os nicolaítas nem nos diz em que acreditavam. Apenas diz que suas práticas eram detestáveis para Deus. O problema era tão sério que uma igreja onde seu ensino se tinha infiltrado corria o risco de ser destruída! - Apocalipse 2:15-16

Será que estamos querendo comprar conquistar pessoas para Deus ou para manter nosso ministério?

Queremos levar as pessoas para Cristo ou queremos conquistar um grande número de pessoas para sermos reconhecidos como uma igreja grande? 

Deus tem dito: “Tem muitos nicolaítas hoje em dia atrapalhando as igrejas. Vem com ideias malignas, mentiras religiosas. A religiosidade está a porta, as pessoas vem a igreja, aos cultos dia após dia, semanas após semanas, ano após anos, mas, não deixam que eu entre de fato em suas vidas. Elas não me recebem por inteiro. Não deixam que Eu as leve a um nível mais alto, a uma profundidade em mim. Em minha santidade. Eu quero transformar vidas através delas, eu quero libertar cativos, curar enfermos através delas. Mas, elas não me deixam entrar em suas vidas. Elas cantam: “O que dizer, o que fazer quando Ele vem”.

Mas, quando Eu chego eles não me recebem. Não me aceitam. Não deixam que Eu faça aquilo que Eu preciso fazer para que eles possam me conhecer na beleza da Minha santidade. “Pois os nicolaítas tem me atrapalhado.

Mas vocês os detestam assim como Eu. Por isso “VOLTEM AO PRIMEIRO AMOR”. 


Por: Jacques Regorão




Deixe seu comentário


Comentários