Artigos


Qual sua estação atual?

Por Paulo Silva | 07 de Agosto de 2018
Qual sua estação atual?

Quando Deus nos leva para uma nova estação, Ele nos coloca em um novo nível de preparação. O processo de ser preparado exige foco e submissão.


Relutar é rejeitar o processo e isso significa possivelmente abortar o plano de avanço. Alguns resistem por que perdem o controle da situação e isso os consome, mas no caminho de fazer a vontade de Deus, não há como manter dois governos, ou o deixamos governar sobre nós ou teremos que nos auto conduzir por nossos próprios caminhos.


Às vezes é difícil soltar as rédeas, mas depender do Espírito é a única garantia que cumpriremos o nosso propósito aqui na terra. Renda-se! Vai valer a pena. Deus não permitirá que os seus pés vacilem nem te abandonará jamais. Certamente Ele continuará sendo fiel como sempre foi. O que você está tentando manter que Deus está te pedindo?


A primeira fase da mudança de estação é o desconforto e a angústia. Não estou falando necessariamente de uma mudança geográfica, estou falando sobre o avanço e desenvolvimento pessoal. O desconforto e a angústia deve nos conduzir a uma busca profunda por direcionamento; se não nos voltamos a buscar, estagnamos e nos enchemos de mágoa e frustração e esse lugar é o maior calabouço de propósitos.


O outro estágio da mudança é a dependência. Deus tirará de nós tudo aquilo que nos sustenta como muletas, até que Ele nos seja suficiente! Lutar contra isso significa falta de paz e acúmulo de peso e sofrimento emocional e consequentemente físico. Não relute, apenas confie. Dependa!


O último estágio é a capacitação / unção para os próximos anos. É quando as coisas ficam claras, seus olhos e ouvidos se abrem para ver, ouvir e entender quais os passos devem ser dados. Todos queremos esse estágio, mas jamais chegaremos aqui sem passar pelo primeiro e o segundo. Não rejeite os pequenos e dolorosos recomeços. É nessa fase que você experimenta favor e milagres.


Uma grande abraço!


Paulo Jonatas da Silva.


Deixe seu comentário


Comentários