Artigos


Mesmo não sentindo

Por Matheus Medeiros | 08 de Março de 2018
Mesmo não sentindo

Desde janeiro às vezes tenho tentado parar para conseguir escrever algo, e o que tem acontecido ?

 

Exato, N A D A !!!!!!

 

Textos incompletos, ou textos que quando chego na metade, olho pra eles e penso: “está horrível” e aí apago ou deixo de canto.

 

E essa sensação tem me incomodado, e hoje percebo que é o incômodo da falha, da frustração.

Não sei vocês, mais geralmente temos (eu tenho) uma grande dificuldade em lidar com falhas, ou em não conseguir completar determinadas coisas, simplesmente porque não sentimos estar fluindo.

 

E confesso, que isso me incomoda, o sentimento de que não está fluindo, é como se algo estivesse errado comigo, como se estivesse fazendo algo errado.

 

Mas, neste processo de tentar escrever algo, para talvez abençoar alguém, percebi que fui abençoado pelas letras que não saíram, ou que ainda não foram terminadas.

 

Hoje, refletindo (mais uma vez), e buscando inspiração (novamente) sobre o que escrever, percebi que não escreveria sobre algo concreto, mais sobre algo incompleto, sobre o sentimento de falha, de não ter conseguido, sobre não sentir as coisas fluindo,

Sobre o incomodo de perder o controle da situação !

 

Hoje nesse texto (espero que até o fim, seja um texto), relato sobre algo que é fundamental para a vida com Deus,

PERMANECER !

 

O permanecer não será provado no dia em que tudo flui, em que as letras vem, que as respostas acontecem, mais é no sentimento de desistência que se põe à prova, quem realmente permanecerá !

 

A palavra dirá sobre permanecer em Cristo e em seu amor (por exemplo João cap. 15 fala bastante disso)

 

Mas, temos uma grande dificuldade, e uma tendência a desistir, só porque estamos tentando, tentando e não vemos nada fluindo.

Porque temos nos esforçado TANTO, TANTO, e NADA, NADA, tem acontecido.

Nesses momentos, de falha, de se sentir incompletos, que podemos trabalhar um FUNDAMENTO da fé cristã, que é o Permanecer !

 

Que possamos aprender a permanecer, mesmo quando as canções não fluírem, mesmo quando as letras sumirem, ou faltarem palavras e expressões, que possamos aprender a permanecer no amor de Cristo, mesmo no sentimento de solidão!

 

Cristo não é sentimentalismo, é fundamento de transformação,

Não tem relação com o que sinto, ou deixo de sentir, porque se for baseado nisso, o dia em que não sentir, eu desistirei.

Mais é uma relação construída de maneira sólida, em permanecer no amor dEle, mesmo às vezes não sentindo, ou não vendo,

 

Afinal, devemos nos mover por fé !

 

Sei que acabei escrevendo demais, mesmo não sabendo se conseguiria terminar esse texto.

Mais o que aprendi de todas essas vezes que tentei parar, para escrever algo e não fluiu nada ?

Aprendi a permanecer,

Aprendi que, os momentos de frustração, e como lidamos com eles, dizem muito sobre quem estamos nos tornando.

Devemos permanecer no amor de Cristo, mesmo que hoje o sentimento seja só o de solidão ou frustração,

Porque não tem a ver com o que sentimos, mais sim, com quem estamos no tornando.

 

permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim.”

João 15:4


Deixe seu comentário


Comentários